Tabela de folgas para ajuste de válvulas p/ modelos Yamaha

Ir em baixo

Tabela de folgas para ajuste de válvulas p/ modelos Yamaha

Mensagem por Ctrl-Alt-Del em Qua Dez 27, 2017 3:13 pm

As medidas indicadas em negrito na tabela de folgas de válvulas. São os valores médios calculados a partir das medidas de folga mínima e máxima aceitáveis. Retirados dos manuais de serviços dos modelos de cada motocicleta. Salvo indicação diferente contida no respectivo manual. Ou seja, são valores nominais que se encontram no meio da faixa da folga prevista admissível para o respectivo modelo.




A faixa aceitável compreende os valores entre as folgas mínima e máxima admissíveis para um dado modelo. Ocorre que, nem sempre temos disponível uma lâmina com a medida de espessura igual à medida nominal indicada em negrito.

Quando não houver, partimos para a medida de folga (lâmina) mais próxima da medida nominal em negrito. Caso existam duas lâminas com medidas próximas, optar-se-á pela de menor espessura (medida). Desde que esta não ultrapasse o limite mínimo de folga aceitável para a válvula do modelo da motocicleta.
No Brasil os calibres de folga mais comuns possuem lâminas no padrão métrico. Isto é, medidas em centésimos de milímetro.

Dica:
Existem lojas especializadas em ferramentas de motocicletas que vendem lâminas avulsas na forma de pedaços de fitas metálicas. Uma opção interessante seria somente comprar as duas lâminas necessárias para o ajuste de folgas das válvulas de admissão e escape do modelo de motocicleta que possuas. Por exemplo, para a YBR 125 Factor das gerações 1 e 2 e YBR 125, a medida 0,12 mm para a válvula de escape não é comum de se encontrar em pentes. Então optei por comprar avulsas as lâminas de 0,12 (escape) e 0,10 mm (admissão) em uma loja especializada em ferramentas de motocicletas.


Porém, em alguns casos é interessante usar lâminas com medidas de espessura em polegadas. Porque medidas tais como 0.005" (0,13 mm); 0.007" (0,18); 0.009" (0,23) e 0.011" (0,28 mm) em alguns casos estão mais próximas às medidas de espessura adequadas para o ajuste da folga.
Exemplos:

YZF-R6
admissão = 0,16 mm (dezesseis centésimos de mm), a lâmina mais próxima seria 0,15 mm;
escape = 0,27 mm (vinte e sete centésimos de milímetro), a lâmina mais próxima seria de 0.011” (polegadas) que equivale a 0,28 mm de espessura.

Ténéré XT660
admissão = 0,11 mm, a lâmina mais próxima seria 0,10 mm;
escape  =  0,18 mm, a lâmina de 0.007” (polegadas) equivale a esta medida em milímetros.

Fazer 250
admissão = 0,08 mm (oito centésimos de milímetro);
escape   =   0,11 mm (onze centésimos), a lâmina mais próxima seria 0,10 mm.

Um bom pente de lâminas que seja adequado para uso em motocicletas possui uma lâmina de 0,08 mm. Para a válvula de admissão da Fazer 250, na ausência desta usar-se-ia a lâmina mais próxima a essa medida que seria 0,07 ou 0,09 mm. Note que a lâmina 0,10 mm para a admissão ainda seria aceitável, porém já no limite máximo admissível e a de 0,09 mm próxima dele. Portanto, na falta de uma lâmina 0,08 mm para este caso do exemplo, seria preferível usar uma lâmina de 0,07 mm. Ao final você encontrará uma tabela de espessuras de lâminas disponíveis no mercado.


Detalhe importante
Quando for executar o ajuste de folgas. O ajuste de pressão no parafuso deverá deixar a respectiva lâmina passar "pegando" entre a cabeça da haste da válvula e a face do parafuso. Ou seja, a lâmina deverá passar raspando mas não deverá ficar presa entre as duas peças. Evite segurar as lâminas com os dedos por muito tempo para que não aqueçam e sofram alguma dilatação.

Saliento que o procedimento deve ser executado com o motor completamente frio. O que implica que este deva ter estado desligado por no mínimo oito horas.


Ferramentas
As ferramentas necessárias podem diferir de modelo para modelo de motocicleta. Todavia, para modelos Yamaha há duas ferramentas específicas que recomendo adquirir pela utilidade que possuem:

- chave combinada de 8 ou 10 mm: é uma chave que de um lado é do tipo estrela e do outro é fixa; o lado estrela tem a haste inclinada em relação à base do encaixe. Isto facilita bastante trabalhar em espaços reduzidos como são os espaços entre a parte superior do cabeçote onde fica o comando de válvulas e o quadro da motocicleta. A chave é necessária para soltar a contra porca do parafuso de ajuste correspondente a cada balancim. Para motores até 150cc usa-se a medida 8 mm, para a Fazer 250 10 mm. Em alguns modelos é preciso remover tampas laterais, o tanque de combustível e ou parte da carenagem para permitir o acesso.

- regulador de válvulas para Yamaha: é uma ferramenta especial que possui um entalhe quadrado para evitar que o parafuso de ajuste da folga de válvula possa se movimentar enquanto se faz o aperto da contra porca que trava o parafuso acima citado do balancim. Ela não é uma chave obrigatória como é a chave de 8 ou 10 mm, mas facilita bastante o trabalho e contribui para a confiabilidade do procedimento. Na falta desta ferramenta poder-se-á usar um alicate de bico fino.


Regulador de válvulas curto


Para motores multi-cilíndricos o procedimento deverá seguir uma sequência pela ordem dos cilindros, por exemplo, cilindros 1 - 3 - 4 - 2. Consulte o manual de serviços específico da motocicleta para executar o procedimento na sequência correta para o modelo.


A paranoia de achar que as válvulas fazem barulho
Alguns iniciantes desenvolvem uma espécie de paranoia; por achar que as válvulas fazem muito barulho. Principalmente quando o motor estiver plenamente aquecido.

Válvulas de admissão e escape dentro de certos limites batem mesmo, isto é totalmente normal! Porque as válvulas devem operar com alguma folga entre o topo da haste delas e balancins. Para que exista uma margem de segurança quando ocorrer dilatação de peças devido ao aumento da temperatura do motor em pleno funcionamento. Ou quando ocorrer desgaste entre o contato do assentamento da válvula e a sede dela, que resulta na redução da folga para o balancim.

Então parte desta folga irá compensar a dilatação ou o desgaste para assegurar que as válvulas fechem completamente, durante a operação do motor.  Se ainda assim você não se der por satisfeito. Haveria a opção de regular as folgas para o mínimo dos valores indicados na tabela acima para cada modelo.

Todavia, depois de um certo tempo de prática e observação de um determinado tipo de motor. Passamos a notar se este está com folgas excessivas de válvulas. Um indicativo é quando aceleramos um motor já aquecido; ao se fazer uma retomada em baixa velocidade. Se ao chegar por volta de 4.000 e 5.000 rpm e mantê-lo assim. Se o motor produzir um som parecido com de máquina de costura. Então é uma boa idéia conferir a condição das folgas de válvulas, as quais podem estar fora ou próximas dos limites máximos indicados na tabela.

Você deveria se preocupar justamente quando ocorrer o contrário. Ou seja, quando as válvulas não fizerem ruído algum principalmente quando o motor estiver completamente aquecido. Porque este é o principal indício de que as válvulas estariam presas. O que quer dizer que há risco de que a válvula de escape e a sede sofram superaquecimento a ponto de danificá-las. Válvulas presas podem inclusive comprometer o desempenho, o consumo de combustível e impedir que o motor funcione normalmente.

Segue uma tabela de lâminas para ajuste de folgas disponíveis para venda no mercado. Normalmente na forma de jogos de lâminas conhecidos como pentes.





Perguntas e dúvidas relacionadas ao assunto que possamos dirimir, por gentileza perguntar neste mesmo tópico.

____________________________________________________

Regular folga válvulas batendo válvula Crypton Neo YBR Factor 125 150 Fazer 250 Lander Ténéré XTZ 125 Crosser 150 XT225 TDM225 VIRAGO V-MAX MT-03 Yamaha R3 YZF-R1 YZF-R6 XJ6 XT600 XT660 motor


_________________
   Ctrl-Alt-Del
avatar
Ctrl-Alt-Del
Admin

Mensagens : 225
Data de inscrição : 15/12/2017
Localização : São Paulo, SP
Pontos : 430

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum