Tutorial - Como resolver o vazamento de combustível pelo respiro do carburador na YBR 125 Factor

Ir em baixo

Tutorial - Como resolver o vazamento de combustível pelo respiro do carburador na YBR 125 Factor

Mensagem por Ctrl-Alt-Del em Sex Fev 23, 2018 9:54 pm

Tutorial – Como resolver o vazamento do carburador pelo respiro na YBR 125 Factor

Se você tem pouca ou nenhuma experiência com mecânica de motocicletas e automóveis. Recomendo fortemente ler todo este artigo. Caso você tenha certa experiência, pule o texto e vá direto para o procedimento. Mas não diga depois que eu não avisei.

Este tutorial foi feito com a participação do ADMIN que forneceu parte das fotos. Ambos trocamos nós mesmos sozinhos a válvula da bóia e resolvemos esta questão.

O carburador Mikuni modelo BS25 da YBR 125 Factor não é o único que pode requerer a troca da válvula da bóia. Que consiste de sede e agulha. Carburadores de outras marcas e modelos de motocicletas também podem apresentar problema similar. O procedimento de troca de agulha e sede da bóia é conhecido de longa data por oficinas mecânicas de motocicletas e automóveis.

Não é necessário, por exemplo, trocar um carburador original de alta precisão e eficiência como é o Mikuni BS25. Por um carburador xing ling  do mercado paralelo da YBR 125, CG 125 ou CG 150 Sport que faria tua moto que fazia em média 40 km/l passar a fazer menos de 29 km/l. Ainda que o reparo do Mikuni custasse o preço de um carburador xing ling novo. Porque você perderia dinheiro no consumo de combustível que será significativamente maior.

Um carburador modelo original do mercado de reposição (paralelo) para a YBR 125 Factor custaria em média 280 pilas [fev/2018] se for sem entrada para a válvula cutoff. Que seria mais vantajoso que colocar um carburador de CG 150 Sport. Porque antes de 2.000 km rodados este último devido ao maior consumo de combustível passaria a lhe dar prejuízo. Anulando a economia inicial que terias feito. Ademais seria uma adaptação que exigiria a troca de cabo do acelerador, duto da junção da caixa de ar e possivelmente do coletor de admissão como despesas adicionais.

Já li neste fórum coisas como: o carburador da Factor não tem conserto, a sede é usinada no corpo do carburador, portanto não tem solução, é melhor colocar outro carburador e pérolas do gênero.
Agora eu lhes digo, qualquer outro carburador compatível diferente do Mikuni BS25 ou modelo original do mercado paralelo fará tua moto com motor original ter maior consumo de combustível sem necessariamente melhorar significativamente o desempenho do motor. Se você quiser melhorar o desempenho existem outros caminhos como, por exemplo, este aqui: aumentando o desempenho.

Antes de você trocar a sede e agulha da válvula da bóia. Seria prudente verificar:
- se que o carburador não está sujo por ter ficado muito tempo parado com gasolina velha, neste caso precisaria primeiro de uma limpeza;
- se a bóia está regulada dentro da faixa de altura especificada.

Caso estas verificações não surtam efeito. A solução seria trocar a válvula inteira (agulha e sede).

Preparação do local e limpeza
Se você nunca ouviu falar na metodologia 5S criada pelo fundador da Toyota, ela é o primeiro fundamento para implementação do controle da qualidade total. Os primeiros 3S dos 5S são:
- Seiri (senso de utilização): separar as coisas necessárias das desnecessárias;
- Seiton (senso de organização): ordenar e identificar as coisas, facilitando encontrá-las quando desejado;
- Seisou (senso de zelo): criar e manter um ambiente físico agradável;

Tudo começa pela limpeza e organização. Se eu adentrar em uma oficina repleta de coisas jogadas para todos os lados, cheia de ferramentas deixadas em todo o canto e encontrar sujeira que não está lá desde ontem. Eu nem entro mais no lugar, penso, aqui não é lugar de bons profissionais.

Local limpo, boa iluminação e espaço suficiente
Se você não tiver um local bem iluminado,  limpo e espaço suficiente  para trabalhar, nem comece. Lave a moto de preferência um dia antes, deixe a região e partes próximas na moto onde terá acesso para trabalhar o mais limpo possível, sem terra e sujeira de óleo e varra o chão no local onde irá trabalhar. Este artigo discorre sobre como lavar motocicletas: como lavar motocicletas

Separe várias folhas de jornal ou um bom pedaço de papelão limpo, desmontando uma ou várias caixas grandes para forrar o chão. Isso além de proteger aquele piso que sua esposa adora das peças que possam acidentalmente cair sobre ele. Evita, por exemplo, de cair óleo ou graxa sobre aquele piso de ardósia que tua mãe acabou de lavar e que por ser rugoso levará meses para se conseguir remover o óleo dele. Ou forre o espaço com uma lona plástica e um tapete velho sobre o piso, porque inclusive você precisará por vezes ajoelhar sobre ele.

Separe e organize ferramentas, materiais e peças novas
Antes de começar, posicione a motocicleta sobre o cavalete central de preferência, bem no meio das várias folhas de jornal, papelões ou aquele tapete velho.

Sobre uma mesa pequena forrada com várias folhas de jornal ou sobre o piso próximo ao local onde irá trabalhar. Disponha todas as ferramentas que você planejou usar, melhor ainda se tiveres uma bancada com morsa. Também o que for necessário para o serviço que fores fazer como graxa, óleo, lixa, calibres, recipientes e etc.
Enfim, é preciso planejar antes de começar. E lave as mãos, usar luvas firmes é uma boa idéia. Um banquinho ou cadeira sempre ajuda para você não precisar ficar o tempo todo abaixado e ter que ficar se equilibrando.

Certifique-se que terá todas as ferramentas necessárias para a execução do serviço a ser feito. Kits de ferramentas baratos do tipo soquete que são vendidos no ML  por R$ 40,00 [fev/2018] costumam estragar parafusos e porcas depois de um certo uso. Se for para comprar ferramentas de qualidade baixa prefira as que vieram no kit original da moto que são pouco melhores. Mais dicas sobre ferramentas estão neste post: guia de ferramentas.
Pedaços de tecido limpo que não soltem felpas ou toalhas de papel são sempre úteis.

Na vida sempre há a primeira vez, para começar é preciso ter vontade e interesse. Se você detesta mecânica nem perca o teu tempo, pare por aqui e leve a moto à uma oficina competente. A primeira vez que tive que fazer algo em uma moto eu tinha 16 anos sem a menor noção do que era mecânica de motos. Não existiam tutorias, manuais de serviços para baixar e o manual do proprietário tinha menos de 35 páginas, hoje possuem no mínimo 100.

Na primeira vez recomendo tirar fotos de tudo montado antes, e fotos de todos os passos e detalhes conforme você for desmontando. Porcas, parafusos e peças pequenas coloque todos no mesmo lugar. Uma boa solução seria dentro de um pote vazio e limpo de alguma coisa como uma embalagem de margarina.

Reserve tempo
Não adianta fazer tudo na correria que pode dar errado. Você precisará fazer tudo com calma, devagar, prestando atenção a cada detalhe e memorizando cada passo que der.
É importante se planejar para ter tempo suficiente para observar a condição de cada peça que for manuseada.
Por vezes durante uma revisão ou manutenção corretiva de uma peça ou componente. Podemos notar que outra peça está funcionando, mas já mostra sinais de final de vida útil precisando ser substituída ou de algum tipo de retrabalho.
Você poderá remontá-la como está sabendo que em breve terá que substituí-la ou resolver a questão. A vantagem é que você terá tempo para pesquisar e comprar a peça com calma. Da mesma maneira que você acompanha o desgaste de um pneu e se planeja para comprar um pneu novo antes que o atual chegue próximo do limite TWI. Agora vamos ao procedimento.


Procedimento

Ferramentas necessárias
Na ordem que serão usadas:
- chave Philips 1/4”;
- chave fixa (de boca) 10 mm, kits de ferramentas originais de motos costumam ter uma;
- chave Philips 3/16”;
- chave de fenda 5 mm;
- chave Allen 5 mm (opcional);
- alicate universal ou de bico, kits originais costumam ter um que dá para o gasto;
- uma morsa (opcional) ou uma base firme, ou ainda um pedaço de madeira apoiada no piso;
- chave combinada ou fixa (de boca) 8 mm, kits originais costumam ter uma fixa;
- um pequeno pedaço de borracha ou madeira (opcionais) para não machucar a sede nova quando do impacto do martelo;
- martelo de orelha, de pena ou de bola: para usar a face plana dele;
- absolutamente opcional: paquímetro ou gabarito para ajustar a altura da bóia se for necessário;
- chave de fenda de preferência meio cega ou algo com a mesma forma para facilitar a recolocação do duto que conecta a caixa à entrada do carburador.


Peças
Agulha da bóia com sede para carburador da YBR 125 Factor 2009/2015 – são três peças: a sede que é amarela metálica, a agulha com ponta de borracha e um minúsculo grampo metálico fique atento a ele para não perdê-lo. O conjunto todo custa de 7 a 15 pilas no mercado de reposição.



Extrator da sede da válvula da bóia
Existe uma ferramenta universal própria para extrair a sede do carburador. Uma boa oficina teria esta ferramenta, do contrário os mexânicos dela costumam condenar o carburador para meter aquele carburador joinha da CG 150 que fará com que a tua motocicleta que fazia 40 km/l  de combustível passasse a fazer menos de 29. Ou fazer tu gastares mais de 300 pilas num carburador modelo original xing ling que está longe da qualidade e precisão de um carburador original.

Mas eu não tenho este extrator! Não tem terror cara pálida como faz pouco sentido gastar 20 pilas para comprar este extrator. Gastarás uns 50 centavos para montar um extrator comprando o seguinte:
.
- um parafuso flange de cabeça sextavada rosca nominal M5 x 30 a 50 mm de comprimento (o que usei mede 4,5 no Ø da rosca x 47 mm de comprimento);
- uma porca para o parafuso acima, que funcionará como contraporca;
- uma arruela reforçada de 1,5 mm de espessura ou duas finas.

Você precisará ter ou fazer:
- uma chave soquete de 10 mm ou um pedaço de tubo de aço ou ferro de Ø 12,5 mm interno x 11 mm de comprimento que funcionará como calço;
- algumas gotas de óleo para lubrificar o furo da sede do carburador e a sede nova.




Passo a passo do procedimento – tempo total previsto 40 minutos

1 –  Coloque a motocicleta se possível sobre o cavalete central em cima  de um papelão grande, jornais ou um tapete com um plástico sob ele.

2 – Feche a torneira de gasolina, acione o afogador e dê a partida; deixe o motor funcionando até acabar o combustível, então posicione a chave de ignição em off.

3 – Remova a tampa plástica lateral direita com a chave Philips 1/4 “ e a tampa esquerda para facilitar o acesso  ao carburador e TPS.

4 – Afrouxe  com a chave fixa 10 mm o(s) cabo(s) do acelerador o suficiente para que você possa soltar a(s) cabeça(s) do(s) cabo(s) da peça que aciona a borboleta de aceleração. Modelos 2014 em diante possuem dois cabos.



5 – Separe a mangueira do respiro que está no fundo da cuba do carburador, é só puxar.

6 – Afrouxe o parafuso da abraçadeira que prende o duto preto de borracha que conecta a caixa de ar ao carburador com a Philips 3/16”, o suficiente para que depois possa remover o carburador.

7 – Desconecte o plug fêmea TPS, não mexa no parafuso que fixa o TPS no carburador! Desplugar o conector não requer força somente jeito. Tenha calma e paciência, primeiro experimente puxar o plug para baixo com os dedos, se não sair. Peque uma chave de fenda pequena, introduza a fenda entre a entrada do plug fêmea e o corpo do plug macho do TPS e faça um movimento para fora e ao mesmo tempo para baixo. Normalmente o plug pulará para fora sozinho. Repito o segredo é ir com jeito, não é usar força.



8 – Mangueira de combustível, ela tem uma presilha Fauser, com um alicate pressione para abri-la e devagar puxe para fora a mangueira com uma mão, ao mesmo tempo com o auxílio de uma chave de fenda empurre para cima a mangueira pela boca dela.

9 – O tubo de borracha de respiro que está localizado logo acima do TPS, basta puxá-lo.

10 – Remova a alavanca de acionamento do afogador retirando o parafuso com a Philips 1/4” que o fixa. Quando remontá-lo certifique-se que este parafuso fique bem apertado para não soltar com vibrações.

11 – Agora você terá duas opções a primeira é a que eu prefiro, que é remover o carburador juntamente com o coletor de admissão usando uma chave Allen 5 mm para remover os dois parafusos; desta maneira é mais rápido retirá-lo e recolocá-lo. O carburador continuaria no mesmo prumo quando for recolocado e não seria preciso afrouxar a segunda abraçadeira que prende o coletor ao carburador. Na segunda opção afrouxa-se esta segunda abraçadeira para removê-lo, veja novamente a foto 3.

Pronto agora o carburador está em suas mãos. Ainda resta alguma gasolina dentro dele, cuidado com as roupas. Como a gasolina irá vazar mesmo, escolha um local onde exista terra sem plantas e vire-o de cabeça para baixo que a maior parte da gasolina escorrerá onde você previu que ela deveria escorrer. O cheiro é forte, mas faz parte.

Abrindo a cuba do carburador
Para quem nunca abriu um carburador e não tem experiência com a coisa. Eu entendo que essa é a parte mais difícil por várias razões. A cuba é fixada por três parafusos Philips no corpo do carburador que é fundido em uma liga de alumínio, portanto um material relativamente mole.
Se a cuba nunca foi retirada ou o último cidadãozinho apertou demais estes. Você poderá ter dificuldade em soltar estes benditos parafusos.

Tenha em mente que para soltar parafusos Philips que possam estar duros. Mais importante que fazer força, é ir com jeito.

a. Apoie o carburador de ponta cabeça sobre uma superfície firme, os parafusos ficarão visíveis; com uma mão segure firme o carburador.

b. Com a chave Philips de 1/4” na posição vertical pressione com vontade e firmeza a chave contra as fendas da cabeça do parafuso para ele não escapar e gire devagar. Se tiver sorte ele soltará na primeira tentativa. Do contrário recomendo aplicar um óleo desengripante nos três parafusos  e aguardar um minuto. Se a chave pular na segunda tentativa pare. E agora você terá duas alternativas:
.
- usar uma chave de impacto ou;
- como último recurso se a fenda Philips do parafuso estiver cega/danificada, você terá que fazer uma fenda com todo o cuidado usando uma serra, fique atento para não serrar demais e machucar o corpo do carburador. Então solte o parafuso com uma chave de fenda.

c. Com os três parafusos retirados, remova a cuba. Pode ser que esteja difícil dela sair, movimente para os lados se estiver dura de sair, use uma chave de fenda para separar a cuba do corpo. Coloque a cuba em um local seguro onde ninguém possa pisar nela. Você verá agora um quarto parafuso Philips, ele fixa o conjunto da bóia e válvula, com uma chave Philips de 3/16” remova este parafuso.



d. A bóia é uma peça delicada feita de material plástico com uma fina e delicada estrutura metálica, depois de remover o parafuso empurre o eixo todo para fora e levante a bóia com cuidado para não torcê-la ou entortar a lingueta metálica que ela tem; cuidado para não perder o eixo, coloque a bóia e o eixo em algum pote limpo. A agulha que tem uma ponta de borracha será substituída. Então você verá a sede da válvula da bóia ela é montada sob pressão, portanto, não sairá sozinha.



OBS: certifique-se que a bóia esteja em boas condições, ela não deverá ter líquido dentro dela e nenhuma parte quebrada.

Sacar a sede da agulha velha e repor a sede nova

e. Você deverá montar o extrator da sede conforme está na foto 2:

Introduza a ponta do parafuso do conjunto extrator no furo da sede, com uma mão você segure o corpo do carburador bem firme ou o apóie sobre uma mesa ou prenda numa morsa com mordentes protegidos com borracha.

Com o dedo polegar faça pressão sobre a cabeça do parafuso enquanto gira a chave 8 mm para que o parafuso penetre no furo da sede velha. Não é preciso mais do que duas voltas completas no parafuso para que este prenda a sede. Em seguida gire a porca para extrair a sede. E pronto a parte mais difícil está feita.

Veja este vídeo do Youtube para ver como é simples o processo:



f. Certifique-se que o furo da sede esteja completamente limpo, aplique um pouco de óleo ao longo de todo o furo e na área externa da sede nova. Com o carburador apoiado sobre uma superfície firme introduza a sede nova. Sobre ela use um pedaço de madeira plano ou borracha, com um martelo com pequenos golpes introduza a sede ”até o fim” no furo. A sede não deverá ficar mais alta, a aba da sede deverá encostar-se ao corpo do carburador.

g. Agora coloque a agulha e a presilha nova na lingueta da bóia e remonte tudo como estava terminando com o parafuso Philips.

Normalmente não é necessário regular a altura da bóia. Exceto se esta estivesse desregulada. Faça o teste de estanqueidade da válvula assim como segue.

Com o carburador na posição normal de trabalho sem a cuba assopre com a boca na entrada de combustível ou na mangueira. Como a bóia estará abaixada o ar irá entrar facilmente. Agora levante delicadamente com o dedo a bóia e assopre, a válvula deverá impedir a entrada de ar.
Mas a hora da verdade será quando você remontar tudo e conectar a mangueira de combustível do tanque. Se você tiver um paquímetro poderá conferir a altura da bóia e regulá-la dentro da seguinte faixa de altura:

10,0 +/- 0,5 mm, ou seja, entre 9,5 e 10,5 mm de altura.

Uma maneira alternativa de conferir a altura da bóia é fazendo um gabarito de papelão rígido em formato de L conforme as medidas do desenho abaixo.  


Para regular a altura da bóia é necessário atuar sobre a lingueta metálica que fica no meio das duas partes da bóia. Esta lingueta se localiza em cima da sede, é ela que abre e fecha a válvula. Como é uma peça delicada você deverá com muita delicadeza entortá-la com um dedo para baixo ou para cima sem forçar a estrutura plástica da bóia. Eu prefiro fazer esta ação com a bóia fora do carburador. Esta lingueta é muito sensível, faça movimentos pequenos. Porque uma alteração pequena na posição dela já dá diferença da altura e, portanto, na regulagem. É só ir com calma e ter bom senso. Por esta razão que é necessário ter uma referência de medida, seja usando um paquímetro ou o gabarito mostrado acima. A medida da altura da bóia é feita entre a face plana da base do carburador de ponta cabeça onde a cuba encosta, veja a foto 6. Nela há uma seta vermelha que indicada a face. E a parte mais alta da bóia com a bóia montada no lugar e presa pelo parafuso que fixa o eixo dela. Pode parecer ser difícil lendo, mas é mais simples fazer do que parece explicando.

h. Pronto agora remonte tudo de volta. Um detalhe digno de nota é regular a folga da manopla do acelerador com 3 mm de folga. Esta folga é regulada por meio da porca e contraporca do cabo do acelerador próximas ao carburador e, da porca estriada e contraporca próximas ao punho direito.  No manual do proprietário há instruções e desenhos detalhados de como fazê-lo próximo à manopla.

No meu caso substitui a sede e agulha aos 20.000 km por estar vazando. Primeiro verifiquei se a altura da bóia estava dentro da especificação. A bóia estava fora, ajustei a altura, mas não resolveu o problema. Porque a causa era o desgaste da sede e agulha dela. Também não adianta somente trocar a agulha. Troque tudo, sede e agulha. Minha motocicleta está indo para 29.000 km sem apresentar qualquer sinal de vazamento pelo respiro.

Vá com fé que tudo dará certo contigo como deu certo conosco. Este tutorial está bastante detalhado para que você entenda exatamente todo o processo sem ficar com dúvidas. Se quiseres uma versão impressa somente do procedimento para seguir as instruções durante a execução. Responda ao post para visualizar o link para baixar o arquivo.
.
Link para baixar o arquivo para impressão→


_________________________________________________________
Carburador vazando pelo respiro/ suspiro, Vazando gasolina pelo respiro/suspiro, YBR 125 Factor, vaza mento pelo carburador, bóia do carburador desregulada, trocar a agulha da bóia do carburador, valvula da bóia do carburador


Última edição por Ctrl-Alt-Del em Qua Fev 28, 2018 8:04 pm, editado 2 vez(es)

_________________
   Ctrl-Alt-Del
avatar
Ctrl-Alt-Del
Admin

Mensagens : 201
Data de inscrição : 15/12/2017
Localização : São Paulo, SP
Pontos : 402

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Tutorial - Como resolver o vazamento de combustível pelo respiro do carburador na YBR 125 Factor

Mensagem por Admin em Sex Fev 23, 2018 10:41 pm

ótimo tutorial,

Uma dica para aumentar a vida util da agulha/sede é sempre fechar a torneira de combustivel quando deixar a motoca parada por longos períodos.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 74
Data de inscrição : 14/12/2017
Pontos : 92

http://clubedosyamaheiros.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum